A LEI 13.935/2019

A FORMAÇÃO DO PROFESSOR E REFLEXÕES EM TEMPOS DE PANDEMIA

Autores

Palavras-chave:

Serviço na educação, Garantia de direito, Política pública

Resumo

O presente trabalho  é  resultado das discussões  sobre o processo da inserção do assistente social no ambiente escolar  na perspectiva educacional  de ensino -aprendizagem ,educação não formal dialogando com o corpo docente e comunidade estudantil, o interesse por esse objeto é através de reconhecer a importância da atuação do assistente social na educação básica  tendo como instrumento base a lei 13.935 de 2019, com a  intenção de abordar de forma .reflexiva aspectos relacionados à educação e a inserção do assistente social. Lei 13.935/2019 que dispõe sobre a prestação de serviços de psicologia e de serviço social nas redes públicas de educação básica. O Serviço Social dar ênfase a  sua atenção para a política educacional com intuito de contribuir para o método de solidificação da educação como um direito social fundamentado, com o propósito de obter  que o sistema  educacional se aproveite com qualidade e equidade. A escola nessa conjuntura se tornando um ambiente que tem abordado a intervenção de outros profissionais, como o de Serviço Social.

Biografia do Autor

Iuri Nobre dos Santos , UFRB - Universidade Federal do Recôncavo Baiano

Discente do Curso de Ciências Sociais na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia , Membro do Grupo de Trabalho e Extensão Serviço Social na Educação - GTSSEDU e Membro Núcleo de  Pesquisa  em  Interseccionalidade,  Interculturalidade,  Gênero  e  Coletivos  Sociais – NUGIICS.

Marcela Mary José da Silva , UFRB - Universidade Federal do Recôncavo Baiano

Docente do curso de Serviço Social da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia ,Especialista nas áreas de Gerontologia (UFBA) , Educação (UNEB) e Serviço Social (UNB, Coordenadora dos Grupos de Trabalho e Extensão Serviço Social na Educação-GTSSEDU e Serviço Social e Envelhecimento Populacional - GTENPO, e  Autora de três publicações: Serviço Social na Educação: Teoria e Prática da Editora Papel Social (2012); Caderno de Discussão sobre Serviço Social na Educação: o olhar daqueles que ainda estão em formação, Editora da UFRB (2012) e A Materialização do Projeto Ético Político do Serviço Social da Editora Papel, Cachoeira– BA.

Referências

ALMEIDA, N.L.T. Parecer sobre os projetos de Lei que dispõem sobre a inserção do Serviço Social na Educação. Caderno Especial, nº 26, 2005.

ALMEIDA, N.L.T. Serviço Social e política educacional. Um breve balanço dos avanços e desafios desta relação. Palestra proferida no I Encontro de Assistentes Sociais na Área de Educação, no dia 28 de março de 2003 em Belo Horizonte.

BRASIL. Decreto n. 7.234, de 19 de julho de 2010. Dispõe sobre o Programa Nacional de Assistência Estudantil - PNAES. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/decreto/d7234.htm. Acesso em: 12 jan. 2022.

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 dez. 1996.

BRASIL. Lei nº 13.935 de 11 de dezembro de 2019. Dispõe sobre a prestação de serviços de psicologia e de serviço social nas redes públicas de educação básica. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2019/lei/L13935.htm. Acesso em: 31/03/2020.

BULLA, L.C. O contexto histórico da implantação do Serviço Social no Rio Grande do Sul. extos & Contextos (Porto Alegre), 7(1), 3-22. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fass/article/view/3935. Acesso em: 12 jan. 2022.

CAMPOS, L.D.S. O profissional de Serviço Social na Educação Infantil. 2012. 105f. Dissertação (Mestrado em Serviço Social). Programa de Pós-Graduação em Serviço Social, Universidade Estadual Paulista, Franca/SP, 2012.

CFESS. Serviço Social na Educação. Grupo de estudos sobre o Serviço Social na Educação. Brasília: 2001.

CHAUÍ, M. Critica neoliberalismo sobre a educação. Disponível em: http://www.redebrasilatual.com.br/cidadania/2012/03/marilena-chaui-critica-neoliberalismo-sobre-a-educacao. Acesso em: 31/03/2020.

CONSELHO FEDERAL DE SERVIÇO SOCIAL (Brasil). Subsídios para o debate sobre o Serviço Social na Educação. Brasília, 2011.

FAGUNDES, A.I.J. LDB – Dez anos em ação. Editora HTTP, 2009.

FÉRRIZ, A.FP.; BARBOSA, M.Q. (Orgs.). Panorama da inserção do/a assistente social na política de educação. Salvador: EDUFBA, 2019, 306 p.

FONSECA, S. M. A hegemonia jesuítica (1549-1759). HISTEDBR, 2006. Disponível em: https://www.histedbr.fe.unicamp.br/navegando/artigos/a-hegemonia-jesuitica-1549-1759. Acesso em: 14 out. 2021.

FREIRE, P. Pedagogia da Esperança. Professora sim, tia não: cartas a quem ousa ensinar. Editora: Olho D’agua, 1997. Disponível em: http://forumeja.org.br/files/Professorasimtianao.pdf. Acesso em 29 de março. 2021.

GERHARDT, H.P. Educação libertadora e globalização. In: A pedagogia da libertação em Paulo Freire. São Paulo: Unesp, 2001.

GOHN, M. G. Movimentos Sociais e Educação. São Paulo: Ed. Cortez, 1992.

HERNANDORENA, M.C.; SCHNEIDER,G. Serviço Social na Educação: perspectivas e possibilidades. Porto Alegre: CMC, 2012.

IAMAMOTO, M.V. O Serviço Social na contemporaneidade: trabalho e formação profissional. 2. ed. São Paulo: Cortez, 1999a.

Arquivos adicionais

Publicado

2022-05-27

Como Citar

Santos , I. N. dos ., & Silva , M. M. J. da . (2022). A LEI 13.935/2019: A FORMAÇÃO DO PROFESSOR E REFLEXÕES EM TEMPOS DE PANDEMIA. Colóquios - Geplage - PPGED - CNPq, (3), p.271-275. Recuperado de https://www.anaiscpge.ufscar.br/index.php/CPGE/article/view/1048

Edição

Seção

RESUMOS EXPAN/POSTER: EIXO 10 – FORMAÇÃO DE PROFESSORES